Cattleya warneri tipo



Cattleya warneri tipo

  • Cattleya warneri tipo
  • Origem: Brasil
  • Dimensão da flor: 7 x 7 cm
  • Haste floral: 15 cm
  • Altura da planta: Pode chegar até 100 cm
  • Época de floração: Verão
  • Duração da flor: 10 dias
  • Sombreamento: 50%
  • Temperatura: 10 a 35ºC
Cattleya warneri é uma espécie que, na primavera  enfeita os orquidários. Chamam atenção pelo tamanho, perfume e sua beleza!

A Cattleya warneri é nativa do Espírito Santo e de Minas Gerais, também ocorrendo no norte do Rio de Janeiro e sul da Bahia. Começa a surgir em altitudes de 100 a 200 metros e ultrapassa de pouco os 800 metros. Ela gosta dos lugares com boa luminosidade, muita umidade, cujo valores variam entre 15 milímetros nos meses secos e até 298 milímetros nos meses chuvosos, com mudanças de temperatura de 14ºC a 32ºC aproximadamente, sempre em locais de dis relativamente quentes e noites mais frias. As chuvas e as cerrações são responsáveis pelo alto teor de umidade.

Por ser própria da região Sudeste, com comportamento climático mais ou menos estável, a planta desenvolve-se, normalmente, nos lugares apropriados, inclusive sobre pedras, ainda que seja predominante epífita, sem nenhuma mudança aparente, apresentando-se apenas um pouco mais atarracada. Entretanto pode alcançar bons índices de crescimento. Naturalmente, ao encontrar ambiente mais propício em árvores ou arbustos, que conservam mais umidade em seus galhos, seu desenvolvimento se agiganta, podendo surgir plantas de grande porte.

No tipo padrão de espécies de orquídeas, as flores apresentam-se com uma certa uniformidade e na warneri não poderia ser diferente. Ela possui pétalas e sépalas lilases em tom claro ou até escuro. O labelo, que também é lilás, sofre mudanças, mas tão próximas, que é difícil dizer se determinada flor é  dessa ou daquela planta.

Além das pétalas e sépalas lilases, a Cattleya wanrneri tipo apresenta o labelo dentro de uma determinada gama de cores, Pode ser lilás e ter branco principalmente na parte superior e na coluna. Mais para perto da inserção da flor aparece o amarelo, que vai do limão ao amarronado. Na parte central interna do labelo há sempre uma mancha triangular, cheia, em um tom de lilás mais escuro e bem diferenciado. A separação da mancha é feita normalmente por coloridos lilases bem mais claros para a margem, podendo até ser branca, sem que a flor deixe de ser tipo.
Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *