Coelogine cristata





Coelogine cristata

  • Coelogyne Cristata: Conhecida como Branca de Neve ou Orquídea-Anjo
  • Família: Orchidaceae
  • Origem: Nepal, Java, Himalaia, Butão e Viatnã
  • Dimensão da flor: 8 x 8 centímetros (aproximado)
  • Haste floral: 10 centímetros (aproximado)
  • Altura da planta: 20 centímetros (aproximado)
  • Época de floração: Inverno
  • Duração da flor: 15 dias
  • Sombreamento: 50%
  • Temperatura: 8 a 33ºC
  • Clima: Subtropical, temperado, tropical e mediterrâneo
Você pode não conhecê-la como branca de neve, mas pode ser que já tenha ouvido falar em orquídea anjo, orquídea branca ou pelo nome científico Coelogyne, o que é bem menos provável.
Se trata de uma entre tantas espécies de orquídea, neste caso, epífita, cuja as suas origens são registradas nas montanhas do Himalaia. Esse tipo de orquídea é uma das que são mais cultivadas no mundo inteiro entre todas as espécies dessa planta. As suas flores são um espetáculo à parte porque suas sépalas são de um branco "branquíssimo", o mesmo podemos falar das pétalas franjadas com uma mancha amarelo ouro no labelo. Falando nas belas flores, para vê-las é preciso esperar o fim do inverno e o início da estação das flores, a primavera. É dentro desse período que os pseudobulbos velhos e pendentes começam a ganhar flores na base, bem no plural, cada um pode receber até 10 delas.
As flores da orquídea Branca de Neve pode ser perfumada ou não, dependerá do tipo de cultivo que foi feito. Além do perfume o seu charme faz com que ela seja usada para decorar vasos suspensos.

Quando a Branca de Neve se vê em um lugar que faz muito frio é importante, sempre que possível fazer com que ela tenha luz direta do sol. Os momentos mais apropriados são à tarde e pela manhã bem cedo. No caso dos orquidários se usa deixá-la em local com 70% de umidade.
Enquanto a sua multiplicação se faz deixando 4 pseudobulbos por muda, através de multiplicação.
Outro detalhe sobre a orquídea Branca de Neve, é se comparada com outras espécies de orquídea é uma delas que se mantém com flores por pouco tempo e é muito usada em buquês ou arranjos. Ela pode ser cultivada sem muitos cuidados particulares. Precisa de um substrato feito com materiais porosos, e que o cultivo seja feito sob luz difusa, que o solo tenha excelente drenagem e que consiga reter bem os nutrientes e a água. Falando nisso, ela exige regas com frequência de modo que o solo sempre esteja úmido e nunca encharcado. Outro detalhe importante é que ela exige fertilização a cada semestre na primavera e no outono, e para isso deve ser usados somente os fertilizantes próprios para elas, consultar o florista.
Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *