Denphal






Denphal
- Clima: Quente com bastante umidade.
- Temperatura: 14 a 35ºC
- Substrato: Pedra para drenar, como casca de pinus, chips de coco.
- Vaso: Plástico ou barro.
- Regas: Sempre que o substrato estiver seco
- Luminosidade: 50% de sombreamento
- Floração: Dezembro/Janeiro

Denphal é um cruzamento entre as orquídeas Dendrobium e Phalaenopsis - Denphale.
Existe uma espécie de Dendrobium que pelo formato de suas flores lembram bastante as flores de um Phalaenopsis, e recebeu o nome de Dendrobium Phalaenopsis. Este Dendrobium cruzado com o Phalaenopsis produziu híbridos que mantiveram a semelhança com a Phalaenopsis, e passaram a ser chamados de Denphal. 
Na maior parte do mundo, os Denphal são conhecidos apenas como Dendrobium. Como no Brasil os híbridos de Dendrobium do grupo Dendrobium Nobile são muito difundidos e cultivados, coube a eles adotarem o nome do gênero, restando, portanto ao grupo menos difundido entre nós, o do Dendrobium Phalaenopsis receber o nome de Denphal, nome este inventado não sei por quem...
As flores do Denphal são duráveis, chegando uma planta a permanecer florida por até três meses seguidos.
São plantas facilmente adaptáveis ao nosso clima, de modo que atualmente podemos encontrar Denphal florido praticamente o ano todo.
Hoje é possível montar uma coleção de Denphal que contenha plantas de flores verdes, amarelas, brancas, azuladas, marrons, flameadas, estriadas, conclores ou com labelo contrastando com as pétalas e sépalas, e muitas outras variações.
Cultivo: 
O cultivo de um modo geral é fácil. São plantas precoces, que começam a florescer dois anos após serem retiradas do laboratório, e que apresentam um crescimento bastante rápido, entouceirando com facilidade.
São Plantas que se adaptam a qualquer substrato, e por terem um crescimento bastante rápido requerem uma boa adubação principalmente quando os novos pseudobulbos estão se formando, período em que não deve faltar água para que a planta tenha pleno desenvolvimento. Aceitam igualmente adubação química e orgânica.
Quando os novos pseudobulbos estiverem completamente formados, reduza as regas e evite aplicação
 de adubos muito nitrogenados, de modo a evitar que "gemas" que iriam florir venham a gerar novos brotos em lugar de flores.
Elas preferem ambientes mais quentes e de alta luminosidade.
Para a obtenção de novas mudas podemos replantar os brotos que venham a nascer de gemas existentes no meio dos pseudobulbos. Podemos também dividir uma planta entouceirada em duas ou mais plantas, tendo o cuidado de deixar sempre em cada nova planta pelo menos três pseudobulbos, mesmo que estes não tenham nenhuma folha.
Devemos ter o cuidado de estaquear os novos brotos mesmo enquanto ainda estão em crescimento, principalmente dos Denphal de pseudobulbos mais longos, pois estes possuem uma tendência de entortar e pender com muita facilidade.
Além de se darem muito bem no cultivo em vasos de barro ou de plásticos, os Denphal podem também ser cultivados em árvores ou em placas ou palitos de fibras.


Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *