Oncidium pumilum ou Lophiaris pumila




Oncidium pumilum
ou
Lophiaris pumila

  • Grau de dificuldade no cultivo: Difícil;
  • Floração: Verão;
  • Duração das flores: 15 dias;
  • Tamanho quando adulta: Até 20 centímetros;
  • Tamanho da flor: 5 milímetros;
  • Quantidade de flores por cacho: Dezenas;
  • Nome correto: Lophiaris pumila;
  • Autor: Guido Braem, publ. 1993
  • Sinônimos: Oncidium pumilum, Trichocentrum pumilum, Lophiarella pumila, Epidendrum ligulatum, Oncidium minutiflorum.
  • Origem: Brasil (RS, SC, PR, SP, RJ, ES, MG, BA, GO, MS, MT, PA), Argentila e Paraguai;
  • Habitat: Epífita em matas quentes, secas e também encontradas em matas frias e úmidas;
  • Altitude: 400 a 1.100 metros;
  • Quantidade de espécies neste gênero: 24.
Nota taxonômica: Originalmente descrita em 1825 por John Lindley como Oncidium pumilum.

Cultivo: 60% de sombreamento plantado em um pedaço de casca. Se for plantado em vaso deve preferir o barro. O substrato ideal é de 50% de cascas picadas misturadas a 50% de carvão aos quais se pode acrescentar um máximo de 20% de musgo, mas com ótima drenagem. Regas somente depois que o substrato secar completamente Esta espécie, como quase todos os oncidiuns brasileiros, desesta ter as raízes úmidas por muito tempo, mas gosta muito de umidade do ar. Pode-se, opcionalmente, montar em casca e fixá-la no vaso sobre o substrato de modo que as raízes recebam apenas umidade do ar proveniente do substrato, sem que fiquem úmidas. 

Todas imagens foram registradas da minha coleção particular.
Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *